Para cuidar da alimentação de crianças que já estão acima do peso, a regra número um é evitar a exposição aos alimentos calóricos e pouco nutritivos. Sem acesso, fica mais fácil evitá-los, já que o autocontrole infantil é algo bem difícil para as crianças.

Conversamos com o endocrinologista Walmir Coutinho, ex-presidente da Federação Mundial de Obesidade, professor pleno da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Coordenador do Curso de Pós-Graduação em Endocrinologia, para orientar como os pais devem agir com as crianças que já estão acima do peso. Observe, a seguir, as dicas do especialista para o “Obesidade Infantil Não”:

1. Ter uma dispensa e geladeira saudáveis. O melhor para o seu filho é não ter em casa alimentos como bolos, biscoitos, balas, chocolates e sorvetes. É recomendado retirar esses itens das compras de mercado para não expor à criança às facilidades e ao consumo exagerado;

2. Evitar passeios e programações que incluam um lanche em fastfood ou refeição em rodízios de pizza ou churrasco. Será difícil para a criança manter o controle com a variedade e oferta exagerada de alimentos;

3. Nunca utilizar um alimento como forma de compensação;

4. Evitar refeições com alimentos altamente processados como salsicha e batata frita;

5. Sempre que programar um passeio com as crianças, incluir atividades com exercícios físicos: ida ao clube com brincadeiras ao ar livre; praia com direito à caminhada ou até corrida; piquenique em local que possibilite brincadeiras com corda e bola;

6. Tornar a ida ao mercado um passeio divertido e informativo. Apresentar as frutas, legumes, verduras e cereais. Estimular a criança a escolher alimentos saudáveis, coloridos e saborosos;

7. Nas idas ao mercado, passar longe das gôndolas com biscoitos, doces e salgadinhos;

8. O hábito que muitos pais têm de deixar as guloseimas liberadas no final de semana não é recomendado. Isso poderá fazer com que a criança pense que se o alimento é consumido apenas uma ou duas vezes não há problema, o que não é verdade e pode acabar atrapalhando no controle do peso;

9. É importante orientar as crianças sobre o que devem ou não comer quando forem à casa de algum amiguinho. O mesmo vale para os avós e familiares. Nesse caso, os adultos devem estar cientes do que é permitido e o que deve ser evitado;

10. Na hora que bater a vontade de comer um doce, ofereça frutas da estação, que estarão frescas e saborosas. A partir do momento que em casa não há oferta de doces, essa troca fica mais fácil e natural para todas as partes. Mas não se esqueça de que até o consumo de frutas deve ser moderado. Todo e qualquer exagero deve ser evitado;

11. Sucos de frutas devem ser consumidos com moderação, dando preferência às frutas em sua forma sólida;

12. O líquido que mais deve ser oferecido às crianças é a água;

13. Evitar ingerir qualquer tipo de bebida durante as refeições. O excesso de líquido pode diluir o suco digestivo, dificultando a digestão;

14. Escolher bem os alimentos, evitar industrializados e comer com moderação.