O equilíbrio, a disciplina e o respeito pelo adversário ja ele qual for zem do juda modalidade indicada para crianças que precisam diminuir ou controlar o peso. Gestor de alto rendimento da Confederação Brasileira de JudBJ) e coordenador técnico da seleção, o mestre em educação física Ney Wilson afirma que a atividade é frequentemente recomendada por pediatras e pedagogos.

"O judpende do outro. Por isso, promove a integração e a socialização entre crianças com características muito diferentes. Altura, peso, sexo não importam. O o prerrequisito é que seja praticado por crianças da mesma faixa etária, ou seja, que tenham um desenvolvimento motor semelhante, porque é uma atividade de alta complexidade motora", explica ele, professor de jud UFRJ e no Colégio Sion. "A capacidade para executar os movimentos é mais importante do que a composição corporal."

Segundo ele, a partir dos 4 anos de idade, é possível familiarizar a criança no esporte. Nessa idade, além de vestir o quimono e aprender que no tatame s sobe descalço, são ensinados alguns movimentos preparats para a prática, que s inicia aos 6 anos. Até os 12, 13 anos, são recomendadas apenas competições pedagas, aquelas em que não há vencedores e perdedores e nas quais os pais são orientados a aplaudir, sem incentivar este ou aquele golpe. Wilson, que em 35 anos de carreira já treinou atletas dos principais times cariocas, explica que o ideal é que, na infância, o esporte seja praticado de duas a três vezes por semana por, no máximo, uma hora.

O professor acrescenta que, respeitando-se o desenvolvimento de cada faixa etária, as chances de contussão mínimas.

"Lesde clavícula acontecem raramente, quando se quer avançar muito rápido no aprendizado. É um problema do professor, não da modalidade", afirma, enfatizando os benefícios para crianças com limitações como síndrome de Down, deficiência visual ou mesmo de membros. "O espaço do tatame tenta reproduzir a sociedade, em que se busca, através do contato, equilíbrio físico e psíquico, disciplina e respeito ao amigo."