A da paira em muitas famílias: quando é a hora de p filho para praticar atividades físicas? Responsável pelo Grupo Técnico de Medicina Desportiva da Sociedade Brasileira de Pediatria, o médico Ricardo Barros explica que, a partir de 1 ano, a criança já se beneficia do esporte universal: a natação. Além de promover a socialização, a modalidade permite o contato com a água, a perda de medos e a aquisição de habilidades. Mas o pediatra recomenda que as famílias observem a limpeza e a apresentação da piscina, o método de tratamento da água (clorificação ou salinização) e o preparo dos professores para lidar com as crianças.

O especialista observa que a oferta de atividades extracurriculares pelas escolas, em geral, para alunos a partir dos 3 anos de idade é positiva: "Esse é um dos melhores momentos para as crianças iniciarem a capoeira, por exemplo. É um esporte pouco valorizado, mas extremamente lo para crianças."

A partir dos 5 anos, quando começam a aprender as habilidades especificas de cada prática, as crianças se beneficiam dos esportes coletivos, da ginástica artística e das danças em geral. Mas ressalta que os aspectos los devem ser os mais valorizados. Se for para brincar, até as corridas de rua, que agora têm verspara menores, estão liberadas para maiores de 10 anos: "A cobrança é o grande erro", alerta o pediatra.

Já para os adolescentes que querem praticar atividades aeras e de musculação em academias, o médico recomenda ponderação. "Tudo depende do grau de maturação sexual de cada um. É preciso avaliar se o adolescente ainda vai crescer ou não. Se já estiver na fase final do crescimento, ele pode ser liberado para todas as atividades. Essa avaliação por pediatras ou médicos de medicina do esporte é obrigat, principalmente para os pacientes mais baixos, que têm expectativas em relação à musculação", afirma Barros, chefe do Serviço de Adolescentes do Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira da UFRJ.

Confira a idade ideal para práticas esportivas:

Idade

Requisito

Esportes

Até 7 anos

Oferecer oportunidades para exercitar as habili¬dades motoras básicas: correr, saltar, arremessar, segurar, chutar.

Natação, corrida, salto, fute¬bol, capoeira, surfe, danças, ginástica (rítmica e olímpica).

7-10 anos

Velocidade e combinação das habilidades anteriores.

Ciclismo, atletismo.

11 anos

Escolha da modalidade, levando em conta o tipo e a carga do exercício físico.

Esportes de resistência: atletismo, ginástica, esportes com bola, salto ornamental e lutas.

Ap estirão do crescimento

Força.

Musculação, remo.

Fonte: BARROS, R. Atividade física para crianças e adolescentes. In: SOPERJ. saude escolar. Rio de Janeiro, 2012.