O livro pode ser um grande aliado na construção de bons hábitos alimentares ainda na infância. “A leitura é uma fonte de entretenimento, aprendizagem e conhecimento. Por isso, a mediação da leitura deve ser realizada desde a tenra idade, pois possibilita a apropriação da informação e a assimilação de novos saberes”, é o que acredita a contadora de histórias Tatyanne Valdez, mestre em Biblioteconomia pela Unirio. Autora do blog “Biblioteca e Arte”, no qual escreve sobre biblioteca e suas relações com as diversas linguagens artísticas, Tatyanne fez uma lista de livros sobre alimentação saudável e educação alimentar que podem ajudar a garotada a “saborear” as palavras, deliciar as histórias e as novas descobertas nos livros. “É muito importante desenvolver na criança o gosto pela leitura para formar leitores críticos e competentes”, enfatiza.

1.            Achaz no sítio da banana verde (editora Viajante do tempo) – Renato de Oliveira Caleffi e Alexandre Carvalho

Numa visita bem divertida ao sítio de sua avó Heloísa, o menino Achaz nem sonha que vai conhecer o superalimento: a biomassa de banana verde com seus poderes incomparáveis e que se tornará sua grande amiga, Bia Banana. No final da história, a criançada vai aprender deliciosas receitas como: Milk-shake de chocolate, Sopa Pink, Mousse Delícia, Franguinho com molho de abacaxi e muito mais. 

2.            Alimentos saudáveis – A turma da Mônica

Os personagens da “turminha mais amada do Brasil” viverão situações lúdicas para ajudar os leitores com informações e dicas sobre o tema, aliando educação e entretenimento. Além dos gibis, o conteúdo está no site e nas redes sociais para incentivo de hábitos alimentares equilibrados.

3.           Alimentos: o livro dos porquês (editora Usborne – Nobel) – Katie Daynes

Este livro tem as respostas para as perguntinhas mais curiosas sobre os alimentos. Abra as janelas e descubra quem inventou o sanduíche, qual alimento pode ser guardado para sempre, como o macarrão é feito, e outras.

4.            Amanda no país das vitaminas (editora Brasil) – Leonardo Mendes Cardoso

Amanda era fraquinha e não gostava de comer frutas e legumes. Adorava guloseimas empacotadas, com corante e gordura, daquelas que se compram no mercado. Sua saúde era ruim. A menina não tinha forças para pular e correr. Um dia, ela caiu no gavetão da geladeira e descobriu o valor das vitaminas e a energia que elas fornecem ao nosso corpo.

5.            A Árvore de Tamoromu (editora Formato) – Ana Luisa Lacombe

Seria tão bom se encontrássemos uma grande árvore provedora de todos os alimentos necessários para saciar a fome; ninguém precisaria trabalhar, plantar, fazer roça... As horas seriam só para brincar. Esse é o mito dos Wapixana, “A Árvore de Tamoromu”, recontado por Ana Luísa Lacombe.

 

6.            Camilão, o comilão (editora Salamandra) – Ana Maria Machado e Cláudio Martins

Camilão era um leitão muito preguiçoso e guloso, um verdadeiro comilão. Um dia, Camilão saiu com uma cesta vazia e passou o dia ganhando melancia, abóbora, leite, queijo, espiga de milho, banana, mel e outras guloseimas. Adivinha o que este simpático leitão fez? Errou quem pensou que ele ia fazer um banquete e comer tudo sozinho! Camilão fez uma grande surpresa para os amigos e deu uma verdadeira festa de comilança!

7.            Caras, carinhas e caretas: alimentos com sentimentos (editora Salamandra) – Saxton Freymann

Veja como seria gozado se as frutas e os legumes pudessem ter expressões feito gente! Aí, cada vez que você olhasse para um tomate ou um pimentão, iria ficar tentando a adivinhar seus “pensamentos”...

8.            A cesta de dona Maricota (editora Paulinas) – Tatiana Belinky

Em versos e rimas, os alimentos provocam uns aos outros, contando as vantagens nutritivas de se comer verduras, frutas e legumes.

9.    Conversas na geladeira (editora Lucia Alves da Silva Lino) – Mariene Lino

A história fala sobre uma conversa entre os alimentos e a geladeira da casa da pequena Bia. Nessa conversa, cada um fala de sua importância. Ora de onde vieram, ora se relacionando à saúde, ora dando conselhos. Porém, essa conversa acaba virando uma discussão, pois cada um fica se achando melhor que os demais. Mas, para acabar com as desavenças, Bia tem um recado para eles. 

10.         Dia de feira (editora Atual) – Maurício Veneza

Se você já foi à feira algum dia, ouviu o burburinho dos feirantes ao oferecer suas mercadorias e algumas das brincadeiras que eles fazem para chamar a atenção dos fregueses. Imagine, no entanto, ser vizinho de uma feira, e ser acordado num domingo pela gritaria, pela movimentação das pessoas e pelo cheiro de fruta e peixe! Será que é divertido? Por meio de uma linguagem poética, o autor Maurício Veneza vai contar essa história direitinho.

11.         Estou em forma? (editora Scipione) Claire Llewellyn e Mike Gordon

Cabelos brilhantes, dentes fortes e pele limpa são todos sinais de boa saúde. Mas será que seus ossos e músculos também são fortes e sadios? Este livro faz uma abordagem sobre os alimentos de que você precisa para manter todo o seu corpo sadio. Fala também sobre exercícios que ajudam a desenvolver seu corpo e lhe dão muita energia.

12.         Eu me alimento (editora Scipione) – Mandy Suhr e Mike Gordon

Este livro apresenta aos pequenos leitores as primeiras noções sobre o corpo humano e a alimentação.

13.         Eu nunca vou comer tomate: apresentando Charlie e Lola (editora Ática) – Lauren Child

Charlie e Lola são irmãos. Às vezes, Charlie tem de ajudar sua mãe a cuidar da irmãzinha caçula: levá-la à escola, colocá-la na cama para dormir ou mesmo fazê-la comer o que faz bem para sua saúde. Mas Lola não é nada fácil! Teimosa e muito falante, ela sempre tem uma frase na ponta da língua para argumentar a favor do seu próprio ponto de vista sobre a sua rotina. E agora Lola teima em não comer nada que é saudável – tomate, inclusive. Será possível convencê-la de que comidas nutritivas também são gostosas?

14.         Eu quero saber: os alimentos (editora Leya)

Este livro aborda de maneira ágil e acessível alguns dos mais importantes conceitos relativos à nutrição e pode ser usado como apoio ao aprendizado de Ciências. Traz algumas orientações para manter a saúde e a vitalidade no dia a dia.

15.         A feira: brincando com dobradura (editora Paulus) – Gláucia Lombardi

O objetivo deste livro não é só ensinar a dobrar papel, mas também estimular o uso da criatividade. Pode ser usado em sala de aula, ilustrando histórias, decorando ambiente e tornando o origami uma técnica aliada ao educador e atraente para as crianças, de forma lúdica e pedagógica.

16.         Hora do almoço (editora Companhia das Letrinhas) – Ilan Brenman

Todos aqueles que convivem com crianças sabem da dificuldade que é a hora de comer: há aqueles que não comem legumes, outros que não gostam de feijão, os que querem brincar com os alimentos... A questão é tão universal quanto a brincadeira com as “garfadas-veículo”. O escritor Ilan Brenman criou várias garfadas – as esportivas, as animais, as aeronáuticas e as fantásticas – para animar a meninada e ajudar os pobres pais. Conheça todas elas, em um livro recheado de boas ideias para refeições bem mais divertidas!

17.         A horta do vovô Manduca (editora Lafonte Júnior) – Débora Rubin

Na cidade de Caramujo, vovô Manduca e uma netaiada muito bonita se divertem ao cuidar de uma horta cheia de delícias. E não são só as guloseimas que dão o sabor por lá, mas há também algo especial.

18.         O menino que não gostava de comer (editora Oficina da Raquel) – Simone Magno e Cisko Diz

Em mais um livro dedicado e sensível, Simone Magno e Cisko Diz nos apresentam um menino que não gostava nadinha de comer... Até que um dia tudo mudou.

19.         O mistério da sopa da vó Leninha (editora Viajante do Tempo) – Ana Paula de Abreu

A sopa da vó Leninha faz tanto sucesso que já atraiu até artista famoso! Quais serão os ingredientes secretos que deixam a sopa tão saborosa? Chamaram até um detetive para investigar! Será que ele conseguiu desvendar este mistério?

20.         Não brinque com a comida! (editora Companhia das Letrinhas) – Dalcio Machado

A turma deste livro está fazendo a maior bagunça! O passarinho está pulando corda com a minhoca, a passarinha colocou duas joaninhas como sutiã, a formiga resolveu surfar na folha e o menino fez uma obra de arte contemporânea com o seu prato... Será que alguém pode dizer a eles que comida não é brinquedo?

21.         No reino da frutolândia, Tião Melão (editora Sabida) – Débora Barros e Eloísa Piangers

A coleção “No reino da frutolândia”, volumes 1 e 2, escritos por Cristina Marques e Angela Rhod, é composta por dez livros cada volume, publicada pela editora Letra Viva. Nas histórias narradas, quatro crianças: Pedrinho, Aninha, Vanessa e Marcelinho aparecem como personagens principais do enredo.

22.         O que Ana sabe sobre alimentos saudáveis (editora Nova Alexandria) – Simeon Marinkovic

Uma das grandes preocupações de pais e professores é a alimentação das crianças. Este volume da série “O que Ana sabe...” aborda o assunto com bom humor e leveza, mostrando aos pequenos leitores a necessidade de uma alimentação mais saudável para uma vida melhor. Essa série de livros é destinada aos pequenos leitores. As páginas dobradas e os desenhos escondidos fazem com que este seja um livro interessante. Ao folheá-lo, as crianças adquirem seus primeiros conhecimentos sobre Alimentos Saudáveis.

 

23.         Princesinha: não gosto de salada! (editora Brinque Book) – Andrea Stahel M. Da Silva

A Princesinha, filha do rei e da rainha, é uma menina encantadora, cheia de energia, mas também meio cheia de vontades. Ainda bem que ela vive cercada de adultos pacientes, dispostos a ajudá-la a conhecer seus limites, de maneira delicada e divertida. Suas histórias simples, que poderiam ser vividas por qualquer criança, mostram que nem sempre as coisas podem acontecer conforme queremos e que a vida pode ser muito mais divertida e melhor se soubermos aproveitar as pequenas lições que ela nos dá. Essa personagem simpática criada por Tony Ross, um dos mais importantes ilustradores contemporâneos de livros infantis, é hoje protagonista de uma série de desenhos infantis que encantam a criançada do mundo todo.

24.         Que horta! (editora Paulus) – Tatiana Belinky

Banacaxi, perancia e melaqui; ervichofra, palmipolho, rabamate, pepigrião, escabola e repobrinha, cenotata miudinha... Essas são algumas frutas e hortaliças exóticas criadas por Zimpolho e Zimpão que, inspirados nas experiências de Mendel, resolveram fazer uma horta variada e diferente.

25.         O reino encantado dos alimentos (editora TCS) – Meira Souza

Um livro que trata de forma lúdica e envolvente os principais problemas alimentares que afetam as nossas crianças. Estimula a escolha consciente desde a infância, motiva a percepção do bem-estar que a nutrição adequada proporciona, sensibiliza quanto à responsabilidade pela opções, com delicadeza e maturidade.

26.         Salada de letras (editora Salesiana) – Rosangela Mariade Moro

Todo dia, a mesma coisa – Camila só queria saber de doce. A mãe já estava preocupada, quando teve uma ideia: Camila poderia escolher o que iria comer, mas teria de seguir a ordem alfabética. Cada dia, uma letra. Será que vai dar certo?

 

27.         Saladinhas de queixas (editora Moderna) – Tatiana Belinky

Divertida, bem-humorada e muito alegre, “Saladinha de queixas” conta a história de frutas, legumes e verduras que se reuniram para se queixar do mau uso que os humanos fazem dos seus nomes. Em forma de rimas, a laranja reclamou primeiro, depois foi a vez do abacaxi, do pepino, da banana e do mamão. A única que, em vez de se sentir insultada, sorria lisonjeada era a uva, mesmo porque uva é moça bonita.

28.         "Verdura? Não!": aprendendo sobre nutrição (editora Scipione) – Claire Llewellyn e Mike Gordon

Mônica tem péssimos hábitos alimentares, mas, com a ajuda de Raquel, ela descobre a importância da alimentação saudável.

29.         Você é o que você come?: um guia sobre tudo o que está no seu prato! (editora Moderna) – Dorling Kindersley

O livro, em formato de almanaque, explora a maravilhosa máquina que é o corpo humano e revela fatos interessantes e divertidos sobre os alimentos e a alimentação. Será que uma tigela de insetos faz bem? Os ácidos do estômago são fortes o suficiente para dissolver um prego? É verdade que 80% do sabor vem do cheiro? As crianças vão descobrir as respostas para essas e muitas outras perguntas e perceberão que aquilo que comemos pode influenciar (e muito!) em nossas vidas.