Para despertar o apetite das crianças, paciência e persistência são primordiais. Expô-las a experiências como comprar alimentos na feira, cozinhar, visitar a produção de algum ingrediente ajuda a fomentar a curiosidade nos pequenos. Sob o comando da nutricionista Andrea Santa Rosa, o programa Cozinhadinho, na TV Brasil, é um prato cheio para estimular a criançada a melhorar sua relação com a alimentação saudável.

 

Durante 26 episódios, a turminha veste o avental e aprende brincando os valores nutricionais dos frutos da estação, a combinação de alimentos e suas origens. Os pequenos Vitor Praude, Giovanna Menezes, Elis Vida e Pedro 14 Voltas, que apresentam o programa ao lado da nutricionista, visitam plantações, mercados, zoológicos e vivem situações do universo infantil, tais como o desafio de estudar para uma prova, a reconciliação de uma amizade ou a preparação de um prato para uma visita especial.

Duas ou três receitas são incluídas no cardápio de cada edição. Ver, tocar, sentir o cheiro, provar e ouvir histórias sobre os alimentos fazem parte da descoberta pelo mundo dos sabores. O enredo também traz dicas e curiosidades para evitar doenças como diabetes, desnutrição, obesidade infantil e intolerância à lactose.

Segundo a Academia Americana de Pediatria, expor crianças a experiências divertidas em relação à comida pode ajudar a fazer com que aceitem experimentar os mais diferentes alimentos. E cozinhar pode lhes proporcionar deliciosas experiências sensoriais. A seguir, aprenda cinco dicas para despertar o espírito aventureiro na alimentação da molecada:

 

  1. Envolva outros sentidos – Sovar uma massa de pão, enxugar verduras e misturar os ingredientes com as mãos ajuda a criar associações positivas com a comida. Convide a criança para sentir as texturas de cada alimento antes de prová-lo.
  2. Use a cozinha para ensinar ciência – Conceitos matemáticos como cálculos e frações podem ser explicados durante uma receita. Também é possível desvendar como o calor ou o frio mudam a textura dos alimentos e até mesmo os benefícios da comida em nosso corpo, seguindo lições de ciências. A realização de uma receita por si só já é uma aula de execução de um projeto em suas diversas etapas.
  3. Cozinhar deve fazer parte da cultura familiar A preparação de um prato é uma ótima oportunidade de celebrar tradições culturais, passando receitas de gerações em gerações. Ajude a meninada a descobrir novas receitas e agregá-la ao repertório do livro de culinária da família.
  4. Segurança, antes de tudo – Ensine às crianças a importância da segurança na cozinha, mostrando a forma correta de segurar e manusear os utensílios, usar protetores para se proteger do calor das panelas e ligar os eletrodomésticos.A supervisão à garotada na cozinha deve ser constante, garantindo, desse modo, a realização das tarefas de acordo com cada faixa etária.
  5. Peça opiniões e sugestões – A criançada se sente mais incluída na hora de comer quando participa da preparação. Peça sugestões para selecionar as receitas e permita que ajude a fazer a lista de compras. Peça opinião enquanto cozinham juntos. E, além disso, delegue a ela tarefas como, por exemplo, a arrumação da mesa.

 

Fonte: Academia Americana de Pediatria 

Serviço:

Cozinhadinho – de segunda a sexta, às 16h, na TV Brasil.

Maratona Cozinhadinho – aos domingos, a partir das 17h, na TV Brasil.

Link: http://tvbrasil.ebc.com.br/cozinhadinho